A Black Friday é um dos feriados mais importantes para os varejistas. Marca o início da época de compras de Natal e também representa o dia de compras mais movimentado do ano. 

Todos os anos, ela bate muitos recordes de vendas e atrai milhões de clientes. Embora seja uma data bem estabelecida na mídia e nos clientes em geral, ela realmente beneficia os varejistas? 

Desafios logísticos para os varejistas 

A primeira coisa que devemos considerar são os desafios logísticos que vêm com os descontos, atendimento de pedidos, aumento da demanda e outros. Não apenas isso, mas os clientes também estão exigindo descontos mais profundos e extensão de datas.ges para os varejistas 

Um efeito dos descontos profundos é a possibilidade de canibalismo nas próprias vendas aos varejistas durante o resto do ano, porque os clientes programam suas épocas de compra para as férias. 

Outro aspecto a considerar são as buscas dos clientes. Os clientes fiéis tendem a consumir durante o ano inteiro, mas os clientes da Black Friday estão acostumados a encontrar o melhor negócio, não considerando a marca. 

O resultado disso é que o desconto pode criar uma situação em que os clientes não compram com preços normais. Portanto, o canibalismo será mais profundo e pode até alterar a elasticidade dos preços dos produtos. 

Obtendo o preço certo 

Não apenas a logística de fornecimento afeta a possibilidade de lucro, mas também a estratégia de precificação. Com um pequeno desconto, os clientes procurarão outra opção, com um desconto até alto, você perderá o lucro. 

Estabelecer o preço errado pode afetar o reconhecimento da marca, pois os clientes o perceberão como um truque para lucrar mais, quando o desconto não é suficiente ou, por outro lado, associar má qualidade ao produto. 

Finalmente, as expectativas dos clientes são maiores durante as férias, por isso também apresenta um problema para os varejistas que devem manter o nível de atração. Portanto, o comportamento dos clientes é um fator chave. 

O problema para as pequenas empresas 

Uma coisa é certa: as pequenas empresas aproveitam muito menos as férias do que os grandes varejistas. Primeiramente, porque as pequenas empresas não têm a mesma capacidade publicitária, por isso é mais difícil divulgar suas ofertas. 

Não apenas a publicidade, mas as pequenas empresas geralmente não podem competir com os preços. Os grandes varejistas podem oferecer descontos profundos e permanecer lucrativos, enquanto as pequenas empresas precisam vender a preços mais altos. 

Como varejistas lucram na Black Friday? 

Embora as pequenas empresas possam ter dificuldades para criar uma estratégia de trabalho para  
Na Black Friday, há algumas maneiras de converter a temporada em vantagens e lucros. 

Por exemplo, é bom para limpar o inventário. Assim, as pequenas empresas podem experimentar a Black Friday para reduzir os preços dos itens que estão em excesso de estoque e dar lugar a produtos que estão em maior demanda. 

Além disso, as pequenas lojas podem aproveitar as férias para conseguir novos clientes. Clientes mais sensíveis podem procurar fora dos grandes varejistas por uma experiência de compras diferente e se tornar clientes regulares. 

Uma maneira básica de entender o lucro da Black Friday é considerar o conceito de Líderes de Perdas. Isso cobre a idéia de que um varejista pode perder dinheiro em itens à venda e recuperar essa margem fazendo com que os clientes comprem outros itens na loja. 

Não apenas isso, mas também fortalece o relacionamento com os clientes, criando clientes que retornam e pessoas que defenderão a marca. 

Em suma 

O último trimestre do ano é o mais importante para as vendas. Ele concentra a maior parte da receita de muitos varejistas. Portanto, ter uma boa estratégia para a black firday é uma maneira de entrar no período da maneira correta. 

O planejamento cauteloso e considerando a previsão da demanda, os preços e as projeções de estoque são necessários para se obter o lucro esperado para o período. Por outro lado, muitos fatores podem influenciar no resultado. Mas, como exposto, a estação pode trazer bons resultados fora da margem de lucro 

    [email protected]

    Belo Horizonte

    Rua Carlos Alves, 88 -101 – São José

    São Paulo

    Cubo Itaú – Alameda Vicente Pinzon, 54 – Vila Olímpia

    pt_BRPortuguese