O Just in Time, ou JIT, é uma estratégia de gestão de estoque que procura receber itens do fornecedor somente quando eles são necessários. O objetivo do JIT é reduzir a manutenção de estoque e as despesas, ao mesmo tempo em que aumenta a rotação de estoque.  

Em termos práticos, isso significa um alinhamento dos pedidos de materiais e cronogramas de produção e uma previsão precisa da demanda. A combinação destes resultará em um aumento de eficiência e redução do desperdício de estoque. 

Os benefícios do Just in Time 

Uma boa implementação do Just in Time precisa de planejamento minucioso e ferramentas que possam acompanhar toda a operação, desde o pedido até a entrega. Isso garantirá bons resultados e redução de erros.  

O uso do JIT tem muitas vantagens, como por exemplo: 

  • Redução do desperdício de estoque: só a tempo elimina o excesso de produção. Quando a oferta de um item é maior do que a demanda, isso leva a um acúmulo. Com just in time, você encomenda apenas quando o item é necessário, portanto não há possibilidade de superprodução. 
  • Diminuir o custo de inventário: quando não é necessário manter muitos itens em estoque, é mais fácil gerenciar o armazenamento. Com o tempo, não só diminui a quantidade de itens, mas também torna a evasão mais rápida. 
  • Mais controle sobre a produção: como você precisa supervisionar toda a operação ao se adaptar ao Just in Time, isso levará a um maior controle de sua produção.  
  • Fornecimento local: é preciso começar a fabricação a tempo quando o pedido é feito, o que torna importante a busca de material localmente. Isso também reduz os custos de transporte e o tempo de entrega. 

Desvantagens 

Claro que, como qualquer outro método, tem seus riscos e problemas. Por exemplo, é difícil refazer pedidos no JIT, pois ele mantém o estoque no mínimo, não há uma gama de opções para substituir os pedidos. 

Outra deficiência do método é que ele depende muito do desempenho dos fornecedores e da coerência de tempo. Dito isto, se o sistema falhar por qualquer razão, seu impacto nas operações será difícil de controlar, já que não há muito estoque para controlar.  

Finalmente, mesmo a tempo, precisa de um software que possa controlar cada etapa do processo. Esse sistema pode ser caro e difícil de implementar, também precisa ser atualizado e verificado regularmente. 

Mas como funciona? 

Como estabelecemos, o método procura minimizar os custos de inventário e maximizar a eficiência. Para ver como ele funciona, vamos usar um exemplo de como a tempo conduziria uma situação. 

Imagine uma situação em que uma empresa encomende uma certa quantidade de mercadorias a um fornecedor. Se esse fornecedor tiver apenas esse pedido, ele pode entregar a quantidade especificada e não se preocupar se estiver produzindo quantidades irregulares. Assim, eles não desperdiçam a produção com estoques desnecessários. 

Nesse mesmo contexto, se mais de uma empresa encomendar a esse fornecedor, eles terão que esperar que o material seja entregue ao fornecedor, já que a primeira empresa já assegurou seu pedido.  

Quem pode se beneficiar do Just in time? 

Normalmente, pequenas empresas e grandes corporações podem se beneficiar do sistema just in time. Uma vez que melhora o fluxo de caixa e reduz o investimento necessário para executar as operações e manter o inventário. 

Os varejistas de massa podem lucrar com a minimização de seus custos de estoque enquanto fornecem aos clientes a quantidade certa de produtos na hora certa. Por outro lado, os pequenos varejistas podem tirar proveito do método para agilizar o processo de entrega. 

História do Método

A metodologia just in time foi inventada pela empresa japonesa Toyota na década de 1970. Foi inicialmente conhecida como o Sistema de Produção Toyota. O sistema era uma forma de alcançar a produção americana de carros, no período pós-guerra. 

A indústria americana produziu muitos carros porque a demanda era alta. Mas no Japão, naquela época, a demanda por automóveis era baixa e exigia a produção de pequenas quantidades. Assim, os engenheiros da Toyota pensavam que um sistema que reduzisse o desperdício era a melhor opção. 

Em suma 

Justamente a tempo terá grande efeito no estoque e na demanda tanto de pequenas quanto de grandes empresas. Entre as vantagens estão: 

  • Eliminar a superprodução. 
  • Diminui Lead Time 
  • Faz transporte mais rápido. 
  • Melhora o tempo de processamento. 
  • Reduz desperdício financeiro. 
  • Faz detecção de defeitos mais fácil. 

    [email protected]

    Belo Horizonte

    Rua Carlos Alves, 88 -101 – São José

    São Paulo

    Cubo Itaú – Alameda Vicente Pinzon, 54 – Vila Olímpia

    pt_BRPortuguese